Mês: outubro 2012

Rodrigo de Castro: Desempenho do PSDB confirma força do partido

 

Fonte: Do Portal do PSDB na Câmara


Brasília – O balanço geral do desempenho do PSDB nas eleições municipais mostra a força do partido, na avaliação do secretário-geral da legenda, deputado Rodrigo de Castro (MG). Ao todo, a sigla elegeu 702 prefeitos. O PSDB venceu na maioria das cidades onde concorreu no domingo. Das 17 disputas, foram nove vitórias. O partido é o que mais elegeu prefeitos no segundo turno.

O parlamentar destacou a vitória tucana em capitais importantes do Norte e do Nordeste como Manaus (AM), Belém (PA) e Teresina (PI). A sigla também conquistou a prefeitura de Campina Grande (PB), com o deputado Romero Rodrigues (PB).

“Assistimos a vitórias importantes nesse segundo turno, mostrando uma entrada do partido nas regiões Norte e Nordeste. Isso mostra que o PSDB está no rumo certo, tem força para sensibilizar os brasileiros e apresentar uma nova proposta ao país muito mais moderna, com mais vantagens para a população e com ética”, disse nesta segunda-feira (29).

Manaus será administrada por Artur Virgílio, ex-líder tucano no Senado. Belém ficará sob o comando do deputado Zenaldo Coutinho (PA). Teresina terá como prefeito o deputado estadual Firmino Filho. A quarta capital conquistada pelo PSDB é Maceió (AL). O deputado Rui Palmeira (AL) foi eleito no primeiro turno.

Nos 702 municípios conquistados, vivem 18,3 milhões de eleitores, de acordo com o Instituto Teotônio Vilela (ITV). São 700 mil a mais do que no pleito de 2008. Para Rodrigo de Castro, o número é motivo de comemoração. “É um momento bom que nós temos que comemorar e, é claro, trabalhar firmes no projeto de cada vez mais fazermos um partido mais ousado, com a cara do Brasil, um partido que fale com os brasileiros, os sensibilize e aponte caminhos para o futuro”, ressaltou.

O PSDB terá 15 cidades com mais de 200 mil eleitores sob sua gestão a partir de janeiro. Dessas, quatro são capitais. As demais deste porte são Betim (MG), Piracicaba (SP), Santos (SP), Ananindeua (PA) e Jaboatão dos Guararapes (PE), com vitórias em primeiro turno. Em 2008, o partido conquistou nove prefeituras desse grupo. Pelotas (RS), Blumenau (SC), Franca (SP), Taubaté (SP) e Sorocaba (SP) também serão administradas por tucanos.

O líder do PSDB na Câmara, deputado Bruno Araújo (PE), destacou o resultado alcançado pelo partido. “Temos de comemorar os resultados nas regiões Norte e Nordeste, onde tivemos um crescimento e nos fortalecemos em relação às eleições anteriores”, declarou.

Ouça: [audio:http://rodrigodecastro.com//wp-content/uploads/2012/11/Boletim-02-Artur-Filho-29.10.2012-Balanco-Eleicoes-Municipais-Dep.-Rodrigo-de-Castro-MG.mp3]

Aécio: eleição em Manaus é a que tem a maior ‘atenção’ do PSDB

Fonte:  Terra

O PSDB está apostando alto na disputa do tucano Artur Neto pela prefeitura de Manaus. Líder isolado das pesquisas divulgadas nos últimos dias, Artur é o mais bem colocado nas intenções de votos entre as 8 capitais em que o partido disputa o segundo turno, podendo ter uma vitória significativa em cima da candidata adversária, Vanessa Grazziotin (PCdoB). “Nenhuma eleição neste país é acompanhada com tanta atenção pelos nossos companheiros e pelos nossos adversários”, declarou o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

“Fui convidado para participar do último comício de Artur, mas não foi isso que aconteceu. Eu vim participar da festa da vitória”, continuou Aécio, que participou do comício final de campanha de Artur Neto na noite da última quarta-feira.

O senador mineiro foi a Manaus acompanhado de vários políticos do PSDB, como o governador de Roraima, José Anchieta, o senador de Santa Catarina Paulo Bauer, e o secretário geral do partido, deputado federal Rodrigo de Castro, outro mineiro. E o discurso do senador visitante não ficou nos elogios ao ex-colega senador amazonense. Aécio tentou desmontar o discurso, usado pelos adversários, de que poderá ficar isolado perante uma possível prefeitura tucana e os governos federal e estadual.

“Você (Artur) terá o apoio e a solidariedade da sua gente, mas não faltará a nossa em Brasília. Um conjunto de senadores e deputados estarão garantindo que os laços de Manaus com o governo federal sejam permanentemente construídos. Estou cansado daquele velho discurso de umas lideranças do PT que costumam dizer: votem no candidato do presidente da República porque vai ser melhor pra sua cidade. Balela, mentira!”, finalizou Aécio Neves.

Com média de 70% de intenções de votos, segundo as pesquisas, Artur complementou que pretende fazer parcerias com as duas esferas. Chegou a dizer até que vai procurar o senador Eduardo Braga (PMDB/AM), que apóia a candidata Vanessa. Mas foi taxativo em dizer que o parlamentar terá de atendê-lo “porque é obrigação dele atender, porque não é pra mim, mas para a população de Manaus”.

Leia mais

Aécio diz que oposição se recuperou no Norte-Nordeste

 

Fonte: Estadão

Tucano afirmou que mudança foi sentida nos resultados das eleições municipais

MANAUS – O senador Aécio Neves (PSDB-MG), pré-candidato tucano à Presidência da República em 2014, afirmou na noite desta quarta-feira, 24, que os resultados das eleições municipais mostram uma recuperação dos partidos de oposição nas Regiões Norte e Nordeste. O tucano passou nos últimos dois dias por três capitais onde correligionários disputam o segundo turno: Belém, Manaus e São Luiz. Para ele, as urnas indicam que há no Brasil a vontade de se debater um novo mode
lo de gestão dos recursos públicos.

“Nossa avaliação é que as eleições mostraram uma reinserção muito forte das oposições no Nordeste e no Norte do País. Estávamos fora dessas disputas quatro anos atrás. Já vencemos em duas capitais no Nordeste (Maceió e Aracaju). Estamos em cerca de dez disputas de segundo turno nessas regiões, todas com muita chance de vencer. Isso mostra que há espaço no Brasil para o contraponto, que há espaço no Brasil para discussão de um novo modelo de gestão”, afirmou o presidenciável tucano, ao chegar a Manaus.

Aécio veio à capital do Amazonas para participar, na noite de quarta-feira, de um comício de Artur Virgílio, líder da oposição no Senado durante o governo Lula e candidato a prefeito da cidade. O senador mineiro afirmou que a campanha de Virgílio tem caráter nacional e que sua vitória representará uma plataforma para a oposição em toda a região norte.

“A eleição em Manaus extrapolou em muito as fronteiras do município e do Estado do Amazonas. É uma eleição nacional. Seja pela importância da capital do Amazonas, mas em especial pela dimensão política de Artur Virgílio. Ele é uma das principais figuras políticas do País, com posições claras e firmes”, afirmou Aécio. “E nós, da direção nacional do PSDB, consideramos sua eleição algo de repercussão que não para nessa eleição. Esse mandato vai se refletir em todo Brasil pela sua extraordinária qualidade”, disse o senador mineiro.

O tucano lidera disparado a campanha em Manaus. Pesquisa contratada pela Rádio CBN Manaus divulgada nesta quarta-feira mostra Virgílio com 74,3% contra 24,7% de sua adversária, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), que recebeu a presidente Dilma Rousseff para um comício na segunda-feira, o ex-presidente Lula para um outro comício no primeiro turno e que conta com o apoio do ex-governador e atual senador Eduardo Braga (PMDB-AM), líder do governo no Senado.

O comício de Virgílio com Aécio reuniu cerca de 30 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, no bairro Alvorada, área carente da zona centro-oeste de Manaus. Além da participação do presidenciável mineiro, outros quadros do PSDB nacional compareceram ao evento na capital do Amazonas, como o deputado federal Rodrigo de Castro (MG), secretário-geral do PSDB, o senador Paulo Bauer (SC) e o governador de Roraima, José de Anchieta Júnior.

Em seu discurso, Virgílio procurou adotar um tom pacífico e chegou a elogiar Dilma. “Ela disse que trataria as pessoas de maneira republicana, mesmo as de oposição. E que os que estivessem ao lado dela, teriam mais facilidade. Eu não quero facilidade nenhuma. Basta que ela me respeite, porque eu a respeitarei”, disse o candidato tucano.

Em São Luís, Aécio foi levar apoio ao candidato João Castelo (PSDB), que disputa contra o governista Edivaldo Holanda (PTC), e em Belém, participou de ato com Zenaldo Coutinho (PSDB), adversário de Edmilson Rodrigues, que, apesar de ser do também oposicionista PSOL, recebeu apoio do PT, de Dilma e de Lula.

A vitória da aliança

Fonte: Jornal O Tempo
Data de publicação: 22/10/2012 

Os resultados das recentes eleições em Minas Gerais consagraram a grande aceitação em nosso Estado de uma ampla aliança política, estabelecida em 2002, sob a liderança do senador Aécio Neves, aprofundada nos pleitos seguintes e cimentada pelas realizações de um modelo de gestão de reconhecida eficácia. Por mais inventivas que sejam as maneiras de se fazer as contas, a aritmética das urnas aponta para uma realidade inescapável: cerca de 80% dos prefeitos eleitos nos 853 municípios pertencem à base do governo Anastasia.

Estamos falando de uma aliança duradoura, movida pelo casamento de objetivos estratégicos e não pelos interesses fortuitos da conjuntura e pautados pelo toma-lá-dá-cá da política tradicional. Há um projeto em Minas, visível pela sua unidade e coerência cristalinas. Em torno dele, somam-se aliados de um lado, e perfilam-se os adversários de outro. É da democracia – e é simples assim.

Dentre todos os resultados municipais já conhecidos, chama a atenção o excelente resultado obtido pelo candidato Marcio Lacerda, com apoio do PSDB, reeleito para comandar a Prefeitura de Belo Horizonte.

Marcio Lacerda venceu no primeiro turno, como candidato de uma convergência política também muito ampla. Com o apoio decisivo de Aécio, derrotou adversários do PT sustentados por forças de envergadura nacional. E, mesmo sem esse propósito, a aliança com o PSDB acabou contribuindo para que os resultados de BH tivessem projeção em todo o país.

Além de parceiro determinado de Marcio Lacerda e de sua vitória acachapante, o PSDB tem mais a comemorar. No primeiro turno, os tucanos elegeram 143 prefeitos, 122 vice-prefeitos e 979 vereadores. Fomos o partido que elegeu o maior numero de prefeitos.

A coalizão do PSDB com os partidos aliados também saiu revigorada. Como já foi dito, nas 59 maiores cidades do Estado, quatro aguardam o segundo turno, as forças aliadas venceram em 37 delas e a oposição em apenas 18.

A densidade dos resultados obtidos pelo PSDB e seus aliados em Minas fez com que os espaços vinculados ao PT nas redes sociais iniciassem um engraçado, articulado e desesperado esforço para tentar demonstrar que o PSDB saiu isolado das eleições em Minas.

Para tentar botar de pé esse raciocínio, haja criatividade! Para eles, a vitória de Marcio Lacerda é uma vitória do PSB e não de Aécio, embora o próprio governador de Pernambuco, Eduardo Campos, tenha reconhecido as características especiais do pleito em BH.

O esforço do PT em ignorar a realidade faz lembrar uma anedota antiga do mais puro humor britânico. Quando o denso nevoeiro tomava conta do Canal da Mancha e impedia o tráfego de qualquer embarcação, os ingleses, de forma resignada diante da constatação de que a sua ilha ficaria afastada, se divertiam apontando o oposto da realidade: “É, o continente hoje está isolado”.

Aqueles que, entre nós, enxergam o isolamento do continente em vez do isolamento da ilha, simplesmente padecem de miopia política. Diante dos fatos e dos números, é bom lembrar aos perdedores dos mais diferentes matizes uma máxima universal do debate democrático: o choro é livre.

Rodrigo de Castro, Deputado Federal e Secretário-Geral do PSDB