Mês: setembro 2012

Rodrigo de Castro participa de inauguração da fábrica da Panasonic em Extrema (MG)

Com informações de: Agência Minas

O deputado federal e secretário-geral do PSDB, Rodrigo de Castro, acompanhou o governador de Minas, Antonio Anastasia, durante a inauguração oficial da fábrica de eletroeletrônicos Panasonic, recém-instalada no município de Extrema, Sul de Minas. Especializada na fabricação de produtos da chamada linha branca (geladeiras, lavadoras, fogões e micro-ondas), a indústria contou com um investimento de R$ 200 milhões e deve gerar cerca de 400 empregos diretos.

Para Rodrigo de Castro, a presença da multinacional japonesa no estado irá trazer enorme competitividade à indústria mineira, já reconhecida com uma das mais competentes do país. “Esta fábrica da Panasonic em Extrema reflete o nosso grande esforço em manter os altos índices de desenvolvimento social e econômico registrados em Minas nos últimos anos, pois alia avanço tecnológico e geração de empregos de qualidade”, afirmou o deputado.

O deputado destaca também a importância de Extrema como cidade símbolo de uma gestão moderna e eficiente colocada em prática pelo partido em todo o estado. “Extrema é uma cidade muito querida e importante para todos nós mineiros e pela qual tenho grande estima, pois acompanhei de perto seu crescimento e a rápida transformação de um pequeno município em um dos principais pólos industriais de Minas Gerais.

Durante a solenidade, o governador Anastasia lembrou ainda que a data de inauguração (12/09) da Panasonic foi um dia duplamente festivo para Minas Gerais, pois marca também o aniversário de nascimento do presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira (1902-1976).  “JK foi um homem à frente de seu tempo, porque conseguiu realizar, em cinco anos, um processo vigoroso de industrialização e interiorização do desenvolvimento no Brasil. Tenho certeza que se estivesse vivo iria aplaudir essa fábrica da Panasonic”, lembrou Anastasia.

Esta é a terceira fábrica da Panasonic no Brasil, que já conta com duas outras unidades no país: uma em São José dos Campos (SP) e outra em Manaus (AM). Até agora, a multinacional japonesa produzia por aqui apenas eletrônicos de menor porte como câmeras fotográficas, televisores, pilhas e baterias. Com a inauguração da unidade de Extrema, o objetivo da empresa é atingir 10% de participação no mercado nacional de refrigeradores e lavadoras, por isso a nova fábrica deverá expandir sua capacidade produtiva nos próximos anos.