Mês: maio 2012

Eleições de 2012: PSDB planeja estratégia unificada

Fonte: PSDB 

Brasília – O PSDB reuniu nesta quarta-feira (30), em Brasília, os pré-candidatos do partido às prefeituras de 74 cidades do Brasil. No encontro, partido e pré-candidatos definiram que será adotado um discurso unificado durante a corrida eleitoral: respeitadas as peculiaridades locais, os tucanos falarão de temas de repercussão nacional, como a incompetência demonstrada pelo PT em suas gestões, e as boas práticas empreendidas pela legenda no governo federal e nos estados e municípios que administra.

O presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra (PE), afirmou que as cidades são polos eficazes para a distribuição dos ideais do partido. “A população confia e vota na legenda por conta da boa gestão que fazemos nos estados e municípios. Por isso temos que tratar as eleições municipais como prioridade”, reiterou. O PSDB planeja eleger mil prefeitos em 2012.

Para Guerra, o conflito das ideias e propostas de PT e PSDB será enfatizado durante a campanha. “Vamos mostrar à população o quanto as atitudes de cada gestão, no plano federal, ajudaram ou prejudicaram a população. Ressaltaremos que, por exemplo, o PT fez com que a Petrobras não fosse estatizada nem privatizada, e sim partidarizada”, disse.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) declarou que o PSDB discutirá, durante a campanha, a relação entre o governo federal e os estados e municípios. Na avaliação do parlamentar, a gestão petista concentrou mais recursos na mão da União – e o resultado é o declínio da qualidade dos serviços. “Em 2000, 46% de todo o dinheiro público investido em saúde provinha do governo federal. Em 2010, esta mesma quantia caiu para 30%. Isso não é correto. Prejudica a saúde, que é a principal reivindicação da população”, ressaltou.

Campanha
Pré-candidato à prefeitura de Vitória, o ex-deputado Luiz Paulo Vellozo Lucas comentou que a campanha é o início da administração de um futuro gestor. “Se um candidato faz promessas impossíveis ou alianças fracas apenas para obter vantagens, será punido. A população saberá confrontar o discurso e a realidade. Por isso é inevitável que um bom candidato tome outro rumo, e saiba conversar com o eleitor”, enfatizou.

O deputado federal Emanuel Fernandes (PSDB-SP), que foi prefeito de São José dos Campos, no interior paulista, destacou também a relação entre uma boa gestão e a construção da cidadania. “Os desafios impostos pela urbanização pedem uma ação concreta por parte dos prefeitos”, observou.

O ator Odilon Wagner, presente no encontro, falou aos pré-candidatos sobre a importância de uma boa comunicação entre aqueles que disputarão as eleições e os eleitores. Na avaliação do ator, os integrantes do PSDB devem fugir do óbvio – “um candidato não pode chegar para o público e dizer que a saúde precisa de melhorias. Isso todos já sabem. É preciso expor a ideia com números, argumentos e uma história que seja convincente e que diga respeito à vida do cidadão.”

Assista:

 

Aécio Neves exige respeito a quem presta concurso

Fonte: Assessoria de Comunicação Senador Aécio Neves

Senador apresentou parecer favorável a projeto que proíbe concurso quando não há vagas definidas

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) apresentou, nesta quarta-feira (16/05), relatório a favor do projeto que proíbe a realização de concurso público exclusivo para formação de cadastro de reserva, aqueles que são realizados sem que haja vagas definidas para serem preenchidas.

O projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) por unanimidade, de acordo com parecer do senador. Aécio Neves defendeu que a abertura de concurso sem que existam cargos vagos, além de gerar desperdício de recursos públicos, é uma demonstração de insensibilidade e desrespeito da administração pública àqueles que se preparam para concursos.

“É um projeto que respeita o concursando. Muitas vezes, o cidadão, para estudar para concursos e adentrar no serviço público, deixa o seu próprio emprego. Ele tem custos altos para estudar em cursos, apostilas. Enfim, passa no concurso e fica aguardando algo que não ocorrerá. Então, o que estamos garantindo a partir desse projeto aprovado é que a administração pública, quando for realizar um concurso, tem que definir com clareza quantas vagas estão disponíveis e todos aqueles que forem aprovados no concurso deverão ser chamados ainda no prazo de validade do concurso para preencherem essas vagas”, explicou o senador Aécio, em entrevista.

O projeto de lei do Senado 369/2008, de autoria do ex-senador Expedito Júnior, determina que o número de vagas a serem providas sejam citadas expressamente nos editais dos concursos no âmbito da administração federal, estadual e municipal. A proposta segue agora para a apreciação da Câmara dos Deputados.

Exceção

O senador Aécio Neves acatou uma emenda proposta pelo senador José Pimentel, que abre exceção apenas para empresas públicas de economia mista. Essas estatais não poderão, no entanto, cobrar a inscrição para o concurso.

“Muitas dessas empresas concorrem no mercado e precisam de uma flexibilidade, de uma agilidade maior para convocação de servidores. Mas o projeto tem um altíssimo alcance porque no âmbito da administração pública direta é onde ocorriam as maiores distorções. Agora, abre-se concurso, garante-se o número de vagas. Os que foram aprovados terão a garantia de que serão contratados”, afirmou Aécio Neves.

PSDB realiza encontro com pré-candidatos a prefeito

Fonte: PSDB 

A capital federal será sede, na próxima quarta-feira (30), do Encontro Nacional dos pré-candidatos a prefeito do PSDB nas 100 maiores cidades do país

Brasília – A capital federal será sede, nesta quarta-feira (30), do Encontro Nacional dos pré-candidatos a prefeito do PSDB nas 100 maiores cidades do país. A atividade terá início às 9h, no Carlton Hotel. O evento busca ampliar o debate sobre temas como discurso partidário, programas de governo, alianças e estratégias eleitorais.

De acordo com o secretário-geral da legenda, deputado federal Rodrigo de Castro (MG), outro ponto importante que é esse universo de cidades concentra grande parte da população brasileira. “O PSDB tem bons exemplos de gestão nos inúmeros municípios sob seu comando. Queremos trocar experiências e participar da trajetória dos pré-candidatos rumo às prefeituras”, ressaltou.

Além dos pré-candidatos, estão confirmadas as presenças do presidente do partido, deputado Sérgio Guerra (PE) e lideranças do PSDB no Senado e na Câmara.

Serviço
Encontro Nacional dos pré-candidatos a prefeito do PSDB nas 100 maiores cidades do país
Local: Carlton Hotel (SHS – Quadra 5 – Bloco G – Brasília (DF)
Horário: 9h às 13h30


AIDS tem jeito

AIDS tem jeito – este foi o tema do Minas Movimenta do último fim de semana. Programas oficiais e solidariedade de pessoas que se dedicam à causa têm trazido alento e vida para os aidéticos. Curioso é que as iniciais dessa síndrome formam palavra que, em inglês, significa ajuda. Com ajuda de outras pessoas, AIDS tem mais jeito ainda. Foi o que mostrou o programa apresentado por Rodrigo de Castro na TV Alterosa.

O programa entrevistou a Sra. Fernanda Junqueira, coordenadora estadual DST/AIDS que apresentou o quadro da doença em Minas e os esforços empreendidos para enfrentá-la. Por ano, morrem, no Estado, 800 pessoas com AIDS; e 1.500 novos casos são identificados. Integram o Plano de Ação e Metas, para obtenção de recursos específicos do Ministério da Saúde, 55 municípios. Além disso, o Estado conta com 44 unidades de SAE-Serviço de Atendimento Especializado, 41 CTA-Centro de Testagem e Aconselhamento, 55 UDM-Unidade Dispensadoras de Medicamentos e 89 maternidades capacitadas para a assistência especializada a parturientes com HIV.

O programa foi até o bairro Sagrada Família para conhecer um CTA-Centro de Testagem e Acompanhamento, onde é possível realizar o teste rápido de AIDS, com resultado em 15 minutos. Esse processo facilita o diagnóstico e o registro da doença, tendo sido identificados, somente em Belo Horizonte, no ano passado, 351 novos casos. O CTA conta também com uma estrutura de assistentes sociais, enfermeiros e psicólogos para ajudar os pacientes a lidar com a doença.

O Minas Movimenta ouviu também o coordenador municipal DST/AIDS, Mateus Westin, que falou das políticas públicas de combate e tratamento da AIDS levados a efeito pela Secretaria Municipal de Saúde. Segundo ele, o esforço tem logrado êxito, em razão, sobretudo, de medidas, como o aumento da distribuição de camisinhas (hoje 7 milhões/ano);  e de programas educativos, como o “BH de mãos dadas contra a AIDS”.

Em entrevista realizada com a infectologista Dra. Virgínia Antunes, do Hospital Eduardo de Menezes, foram apresentados os dados estatísticos que, entre outros indicativos de êxito das políticas públicas, revelam, no ano 2010 em relação a 2000, redução de 55% nos casos de HIV em menores de cinco anos. A especialista falou também sobre as formas de contaminação da doença e sobre a evolução do tratamento.

Outra especialista ouvida pelo programa foi a Dra. Irene Adams, infectologista e voluntária da Clínica Ammor – Ação Multiprofissional com Meninos em Risco, situada no bairro Lagoinha. A clínica atende crianças de zero a dezoito anos, moradores de rua, vítimas de abandono ou violência ou abrigados por ordem judicial. O trabalho é de resgate da autoestima, cidadania e da convivência em família. A entidade mantém ainda dois projetos: o de oficinas de papel reciclável para geração de renda para pessoas com AIDS; e o de Educação Sexual nos Abrigos.

Como se vê, disse Rodrigo de Castro à nossa equipe, depois de apresentar o programa, “…AIDS não é mais sentença de morte, nem motivo para preconceitos. É uma alerta no sentido de que todos devem prevenir-se e um apelo à compreensão humana no sentido de que prestem ajuda, inclusive orientando quem precisa na busca de tratamento. Com solidariedade, AIDS tem jeito! ”.

Assista na integra o programa Minas Movimenta:

PSDB-Mulher encerra congresso e divulga “Carta de Recife”

Fonte: PSDB

Recife – O PSDB-Mulher concluiu o seu congresso com a “Carta de Recife”, que define o alicerce para a campanha eleitoral de outubro deste ano. Após as mesas temáticas que complementaram a capacitação de candidatas do partido, a presidente do núcleo feminino da legenda, Thelma de Oliveira, divulgou o documento com as diretrizes votadas pelas próprias participantes.

À tarde, temas como “Gênero, Pobreza e Assistência Social”, “Saúde da Mulher Gravidez na Adolescência” e “Os Novos Meios de Participação na Política e o PSDB” foram discutidos com as mais de mil participantes que estiveram presentes na capital pernambucana nos dias 18 e 19 de maio.

Ao final do evento, a presidente nacional do PSDB-Mulher, Thelma de Oliveira, convidou as participantes a erguerem seus crachás representando, simbolicamente, a entrega dos certificados de presença nas oficinas.

Confira, abaixo, a íntegra da Carta de Recide:

“PSDB-Mulher forte, PSDB melhor”

Recife – 18 e 19 de maio de 2012

Carta do Recife

Nos dias 18 e 19 de maio de 2012, o secretariado do PSDB-Mulher realizou seu Congresso Nacional, na cidade do Recife. Intitulado “PSDB-Mulher forte, PSDB, melhor” e com participação de representantes de todas as unidades da federação, o encontro teve o objetivo de capacitar as candidatas do partido para as eleições municipais deste ano e eleger as bandeiras dessas postulantes durante o processo eleitoral.

O congresso foi dividido em seis mesas temáticas. A partir das contribuições de painelistas e do público participante, ficou decidido, por ampla maioria, que o secretariado e as candidatas da legenda devem atuar no sentido de:

1ª Mesa – A mulher e o mundo no trabalho contemporâneo

a) Apoiar o PL 130/2011, que penaliza os empregadores que pagam salários diferentes para homens e mulheres que exercem as mesmas funções;

b) Trabalhar para a regulamentação da legislação que trata do assédio moral;

c) Apoiar a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais;

d) Estimular o empreendedorismo;

e) Apoiar a reforma da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), sobretudo no capítulo que diz respeito às mulheres;

f) Defender mais recursos para estados e municípios durante a discussão da reforma tributária.

2ª Mesa – Mulher e cidadania

a) Implementar políticas que possibilitem a criação e o apoio para funcionamento de creches em todos os municípios do país;

b) Promover ações de saúde para os adolescentes, sobretudo para os casos de maternidade e paternidade precoces, por meio do Projeto Casa Âncora, de autoria da deputada estadual Ana Cunha (PSDB/PA). A proposta prevê políticas articuladas nas áreas de educação, saúde e geração de renda para as famílias dos pais jovens;

c) Implementar políticas de combate às drogas, com destaque para o crack;

d) Garantir a participação das mulheres na definição de políticas sociais;

e) Capacitar mulheres para o acompanhamento do Serviço Único de Assistência Social.

3ª Mesa – Mulher e participação política

a) Abrir a estrutura da Executiva do partido para a participação da mulher nos níveis nacional, estadual e municipal na proporção mínima de 30%;

b) Estabelecer que 5% do fundo partidário, nos três níveis, seja administrado pelo PSDB-Mulher;

c) Instituir que os recursos de campanha sejam distribuídos igualitariamente para todos os candidatos, independentemente do sexo, e que conste da prestação de contas dos partido;

d) Incluir na campanha compromisso com a educação;
e) Eleger a ética e a verdade como valores durante a campanha e o mandato.

4ª Mesa – Mulher e comunicação

a) Investir nas redes sociais, mas não descartar a importância do relacionamento presencial;

b) Uniformizar a linguagem e as mensagens do partido;

c) Disponibilizar apoio técnico de profissionais de comunicação em todas as regiões do país, com o objetivo de multiplicar a mensagem da legenda.

5ª Mesa – Mulher e o meio ambiente

a) Incluir a educação ambiental no currículo escolar;

b) Avançar na proposta Cidade 300%, que prevê a universalização no acesso a água tratada, coleta seletiva e tratamento de esgoto;

c) Promover projetos de geração de renda com políticas de coleta seletiva de resíduos, reciclagem, ecoturismo e criação de áreas verdes;

d) Criar programas de capacitação profissional, por meio da criação de parques, hortas e pomares populares, além da recuperação de áreas degradadas;

e) Articular ações de políticas de inclusão social, por meio de artesanato, ecoturismo, coleta seletiva e produção de mudas.

6ª Mesa – Mulher e segurança

a) Estender os recursos do governo federal para implementação de políticas de enfrentamento à violência contra mulher nos municípios com menos de 50 mil habitantes;

b) Criar secretarias de Políticas para mulheres nos estados e municípios administrados pelo PSDB;

c) Humanizar o atendimento à mulher vítima de violência, por meio de capacitação e sensibilização dos profissionais de atendimento;

d) Criar núcleos de atendimento, centros de referência e casas abrigo, além da contratação de profissionais do sexo feminino para atendimento multidisciplinar 24 horas por dia todos os dias da semana;

e) Ampliar os encontros para divulgação dos conhecimentos e informações das políticas públicas promovidas pelas administrações do PSDB;
f) Proporcionar maior acesso à informação de políticas de combate às drogas;

g) Inserir conteúdos sobre direitos humanos nas escolas, especialmente no ensino fundamental, incluindo formação dos educadores.

h) Aperfeiçoar a legislação penal com a tipificação de modalidades de crime como tráfico de pessoas.

Veja as fotos

Confira como foi o Congresso do PSDB-Mulher

 

 

Participe do Encontro Estadual do PSDB-MG

Prefeitos, vices-prefeitos, vereadores e candidatos do PSDB de Minas nas eleições de 2012

25 de maio – Belo Horizonte

O PSDB de Minas Gerais realiza, na próxima sexta-feira (25/05), grande encontro de lideranças do partido com o objetivo de capacitar os pré-candidatos tucanos às eleições municipais deste ano.

Pré-candidatos a prefeitos, vice-prefeitos e vereador de todas as regiões de Minas terão a oportunidade de conversar e debater ideias com as principais lideranças do PSDB como o presidente Nacional, Sérgio Guerra, o governador Antonio Anastasia e o senador Aécio Neves, além de parlamentares, prefeitos e vereadores.

Estão previstas palestras sobre a realidade política atual, sobre o modelo tucano de governar, com relatos das experiências de prefeituras administradas pelo PSDB, além de orientações sobre legislação eleitoral e marketing político.

Participe.

Mais informações:

Diretório Estadual do PSDB-MG – (31) 2125-4545


Encontro Estadual do PSDB-MG

Centro de Convenções Hotel Mercure
Local: Avenida do Contorno, 7315 – Santo Antônio – Belo Horizonte (MG)
Horário: 9h às 17h30

Programação

09h30 – Abertura – “O Papel do PSDB em 2012

Presidente Sérgio Guerra

Governador Antonio Anastasia

Senador Aécio Neves

10h30 – Painel – “Os Desafios da Administração Municipal e o Modo Tucano de Governar”

Custódio Mattos – Prefeito de Juiz de Fora (Zona da Mata)
Vladimir Azevedo – Prefeito de Divinópolis (Centro-Oeste)
Aurélio Ferreira – Prefeito de Itabirinha (Vale do Rio Doce)
Benice Maia – Prefeita de Itapagipe (Triângulo Mineiro)
Jussara Menicucci – Prefeita de Lavras (Sul de Minas)
Denerval Cruz – Prefeito de Taiobeiras (Norte de Minas)
Roberto Botelho – Prefeito de Jequitinhonha (Vale do Jequitinhonha/Mucuri)

Intervalo para almoço

14h30 – Orientações Jurídicas – Reginaldo Nunes – Assessor Jurídico do PSDB-MG

15h00 – Comunicação nas Eleições – Rui Rodrigues – Publicitário

15h30 – Assembleia de prefeitos, vices-prefeitos, vereadores e candidatos para aprovar a Carta Compromisso dos Candidatos do PSDB em 2012
Presidência – José Milton – Prefeito de Conselheiro Lafaiete
Relatoria – Pablito – Vereador de Belo Horizonte

17h30 – Encerramento

Aécio Neves cobra solidariedade do governo federal

Fonte: Assessoria Senador Aécio Neves

 

O senador Aécio Neves cobrou, nesta quarta-feira (16/05), em discurso da tribuna do Senado, atenção do governo federal às reivindicações dos municípios brasileiros.

Para o senador, a vaia que a presidente da República recebeu dos prefeitos presentes à 15ª Marcha em Defesa dos Municípios não foi apenas devido aos royalties do petróleo, mas pela falta de solidariedade do governo federal que concentra recursos em suas mãos e deixa para estados e municípios uma responsabilidade cada vez maior nas despesas com saúde, educação e segurança da população.

Veja abaixo os principais trechos do discurso do senador Aécio Neves

Royalties

“Vou fazer aqui uma análise um pouco diferenciada daquela que foi feita pela imprensa, no dia de hoje, em relação à reação, ontem, de algumas centenas, talvez alguns poucos milhares de prefeitos que estiveram presentes em Brasília, em mais uma marcha, reivindicando atenção do governo federal para importantes pleitos dos municípios brasileiros. A imprensa repercute que, em determinado momento, vários desses prefeitos se manifestaram contrariamente à posição da senhora presidente da República em relação à questão da distribuição dos royalties do petróleo. A avaliação que faço é diferente: não se trata apenas de uma reação de descontentamento em relação a uma questão específica, esta também motivo de descontentamento, já que o Governo Federal poderia também, em relação à questão dos royalties, ter arbitrado uma discussão em que a reorganização da Federação fosse a prioridade maior. Diferente dessa posição, preferiu o governo federal brigar por uma parte expressiva dessas novas receitas.”

Concentração de recursos

“Mas, na verdade, há muitos anos, pelo menos há 10 anos, o Governo Federal vem virando as costas para a Federação brasileira. Hoje, estamos vivendo praticamente num Estado unitário, a concentração de receitas tributárias nas mãos da União é a maior de toda a nossa história republicana.”

Segurança

“Para falar na área de segurança pública, hoje uma tragédia nacional, preocupação de todas as famílias de brasileiros, morem eles no Norte, no Sul, em cidades grandes ou em cidades menores, de todos os investimentos feitos em segurança pública no Brasil, 82% são de responsabilidade dos municípios e dos estados, e apenas 18,5% de responsabilidade da União”.

13º salário

“A Firjan, Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro apresentou um interessante estudo que demonstra que 83% dos municípios brasileiros não conseguem mais se sustentar, não conseguem, sem se endividar, pagar, no final do ano, o 13º salário para os seus servidores.”

Transportes e habitação

“Na área de transporte, 65% dos investimentos são feitos por estados e municípios e apenas 35% pela União; na área de educação e cultura, 77,5% dos investimentos são feitos também por estados e municípios; na área de habitação e urbanismos os municípios e os estados arcam com 90% de tudo o que é investido no Brasil”.

Saúde

“Na área de saneamento básico e da saúde, há dez anos, quando o atual PT, atual partido hoje detentor do poder central, assumia o governo, dos investimentos em saúde pública, 46%, no ano de 2000, eram de responsabilidade da União, hoje a União participa com 30% apenas do total de investimentos em saúde pública”.

“Há pouco tempo, tivemos uma oportunidade histórica, daquelas que não se pode perder. Apresenta proposta por um ex-senador do PT, encampada por nós da oposição, e até com a proposta de escalonamento da sua implantação definitiva, propusemos que, da mesma forma que os municípios participam com 15% das suas receitas, no mínimo dos investimentos em saúde, os estados com 12%, que a União pudesse chegar, nos próximos anos, a 10%. O que fez o governo federal com a sustentação, infelizmente, da sua base? Virou as costas a essa oportunidade”.

“Não teremos a possibilidade de reorganizar o atendimento à saúde pública no Brasil com a participação da União; são 30% apenas da União, a maior concentradora de receitas, hoje, de investimentos na área da saúde pública”.

Saneamento básico

“Lembro-me, que na campanha eleitoral, depois de uma proposta apresentada pelo ex-senador, ex-ministro e candidato José Serra, encampada pela atual Presidente da República, ela assumiu com os brasileiros a responsabilidade e o compromisso de desonerar as empresas de saneamento básico de todo o Brasil, com a extinção do PIS e COFINS. Hoje, o que estamos a assistir? Já em 2011 iniciou esse processo, que vai se repetir em 2012, as empresas de saneamento básico estão pagando mais impostos que fazendo investimentos em todo o Brasil”.

“Tenho uma proposta, que tramita nesta Casa, a de que haja o cumprimento daquele compromisso de campanha, desonerando as empresas de saneamento básico. Essa seria, sim, uma proposta que nos levaria àquilo a um País realmente carinhoso para com as crianças, sobretudo as de mais baixa renda, já que 50% dos domicílios do Brasil não têm saneamento básico. Por que não tomar uma medida ousada nessa direção?”

Agenda da Federação

“Nós teremos alguns temas que vêm na direção da refundação da Federação no Brasil. São eles: redistribuição dos royalties, cuja discussão deverá voltar a esta Casa, royalties do petróleo e também da mineração, obviamente algo que atenderá à necessidade premente de estados e municípios mineradores brasileiros; a renegociação da dívida dos estados, sincera, e também nesse contexto de reorganização e fortalecimento da Federação, já que permitiria espaço fiscal para que os estados voltassem, em parceria com os municípios, a fazer os investimentos que já não conseguem fazer. Teremos ainda este ano que discutir aqui, os critérios para a distribuição do Fundo de Participação.”

Oposições

“Nós, da Oposição, temos tido, ao longo da nossa história, a capacidade de compreender e de diferenciar aquelas que são ações de governo daquelas que são ações de Estado. E para essas, nós estaremos sempre prontos a discutir e eventualmente a construir entendimentos”.

Federação versus estado unitário

“Quando estávamos aqui, na Constituinte de 1988, a soma das contribuições, que são os impostos arrecadados exclusivamente pela União, representava cerca de 20% de tudo o que se arrecadava, com a soma de IPI e Imposto de Renda, que são os impostos compartilhados com Estados e Municípios. Hoje, as contribuições somam mais de 100% de tudo o que se arrecada com impostos compartilhados”.

“As bondades são feitas sempre com os parcos impostos hoje compartilhados com Estados e Municípios. Esta não é uma manifestação de oposição; é uma manifestação da cidadania. Fomos governadores e temos a responsabilidade de compreender que ou temos a coragem de refundar a Federação do Brasil ou seremos todos cúmplices dessa sanha arrecadadora do governo federal.”

“Espero ainda viver no Brasil onde as marchas dos prefeitos não sejam mais marchas reivindicatórias e frustrantes como essas que temos assistido continuamente em Brasília. Sejam marchas de confraternização por um novo Brasil, um Brasil mais igualitário. E esse Brasil igualitário só vai ser realidade no momento em que estados e municípios readquirirem as condições de, eles próprios, enfrentarem as suas dificuldades. Sem depender da benevolência, sem depender do carinho, sem depender do humor do governo federal, em especial da senhora presidente da República.”

 

Minas Movimenta homenageia as mães

No dia das mães, comemorado neste fim de semana, o programa apresentado por Rodrigo de Castro na TV Alterosa, Minas Movimenta, encontrou uma maneira simbólica de homenagear as mães mineiras. Selecionou exemplos de dedicação e superação de algumas delas para mostrar o heroísmo e a ventura de ser mãe.

Um dos quadros apresentados foi o da luta de uma mulher que se tornou mãe após oito anos de tratamento para engravidar. Acometida de endometriose, a contadora Luciana Guimarães, do bairro Inconfidentes, em Contagem, submeteu-se a cirurgias e a três procedimentos de fertilização que se resultaram frustrados. Teve ainda que vencer a ansiedade, a depressão e uma trombose medicamentosa, mas hoje está justificada e feliz com seu filho Miguel.

Menos desafiadora, mas também difícil e bastante curiosa, foi a realidade da mãe presidiária, mostrada pelo programa. Duas situações bem diferentes foram exibidas: a de uma mãe, cujo filho nasceu no presídio, e da mãe que teve que viver longe de seu filho após cometer crime. Para isso, o Minas Movimenta foi ao Centro de Referência à Gestante Privada de Liberdade, situado em Vespasiano, estruturado para permitir que as presas-mães fiquem com seus filhos até completarem 01 ano, após o que a Justiça determina a guarda que geralmente recai sobre familiares mais próximos.

Duas outras mães foram personagens do programa: a mãe centenária, Dona Sebastiana Rodrigues, do bairro Serrano, cheia de filhos, netos e bisnetos, e que, sem dificuldades para enfiar a linha na agulha, ainda costura e confecciona tapetes e colchas de retalho; e Dona Rose Mary, do bairro Floramar, cujo sentimento de mãe fez bem compreender a importância da doação de órgãos. Tendo perdido seu filho em acidente de carro, decidiu, mesmo enfrentando a opinião de familiares, que ele continuaria vivendo em outras pessoas: fez a doação múltipla de todos os órgãos dele. E, a partir daí, ela participa de campanhas institucionais, vai á escolas, hospitais, conversa com quem está na fila a espera de um órgão e com famílias de possíveis doadores.

“Falar de mãe é falar carinho, de sacrifício, de doação. Homenageá-la, mostrando um pouco desse heroísmo, foi o que o Minas Movimenta procurou fazer”, disse Rodrigo de Castro, apresentador do programa.

Assista: